Logo Sonae Indústria
EN
procurar
LinkedIn

Principais indicadores

RESULTADOS CONSOLIDADOS                
(Valores em milhões EUR) 2015 2016* 2017 1T18 1S18 9M18 2018 1T19
Volume de Negócios 1.027,3 240,9 231,0 54,3 111,8 168,9 220,2 56,8
Resultados Operacionais 29,3 22,6 23,0 2,6 7,5 12,4 16,3 0,7
Encargos Financeiros Líquidos -40,9 -16,5 -11,6 -2,8 -5,7 -8,5 -11,6 -2,9
Resultado antes de Impostos de operações continuadas -13,0 11,6 21,7 4,5 20,6 25,4 17,2 1,2
Resultado de operações descontinuadas -19,3 7,9 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0 0,0
Resultado Líquido atribuível aos Acionistas da empresa mãe -36,0 11,0 15,3 3,8 18,9 22,6 11,0 1,2
EBITDA 92,4 38,3 39,3 5,7 13,9 22,1 29,2 4,6
                 
Activo Corpóreo Líquido 723,0 350,7 358,6 355,6 361,3 366,5 354,4 368,1
Nº de Colaboradores (FTE's) 3.245 485*** 486*** - - - 495*** -
                 
INDICADORES FINANCEIROS (excluindo IFRS 16)*****                
Autonomia Financeira 5,8% 27,7% 31,4% 31,8% 34,0% 34,8% 33,7% 34,3%
Net Gearing 989% 194% 165% 165% 148% 141% 144% 147%
Dívida Líquida 570,1 213,5 208,7 208,6 207,7 204,7 195,8 205,6
EBITDA Recorrente (anualizado) 106,9 38,4 38,1 34,2 31,4 30,0 26,7 25,1
Dívida Líquida/ EBITDA Recorrente 5,3 5,6 5,5 6,1 6,6 6,8 7,3 8,2
                 
Dívida Líquida Proporcional** - 311,8 301,1 319,7 313,4 335,7 297,5**** 316,8
EBITDA Recorrente Proporcional (anualizado)** - 89,9 88,5 85,0 83,1 78,6 73,6 70,7
Dívida Líquida Proporcional/ EBITDA Recorrente Proporcional** - 3,5 3,4 3,8 3,8 4,3 4,0**** 4,5

 

 
(*) A partir de 30 de junho de 2016 inclusive, a Demonstração Consolidada de Posição Financeira representa a posição da Sonae Indústria sob o perímetro atual, com a participação de 50% na Sonae Arauco, SA (ex-Tableros de Fibras, SA ou Tafisa) a ser contabilizada através do Método de Equivalência Patrimonial.

A Demonstração Consolidada de Resultados de 2016 apresenta todas as empresas incluídas no perímetro de consolidação da Sonae Arauco classificadas como "Operações Descontinuadas" até maio de 2016, e contabilizadas pelo Método de Equivalência Patrimonial a partir de 1 de junho 2016.

(**) Devido ao facto de um dos principais ativos da Sonae Indústria (a participação de 50% na Sonae Arauco) ser agora contabilizado pelo Método de Equivalência Patrimonial, são apresentados indicadores financeiros proporcionais, dada a sua maior relevância para efeitos de análises de avaliação e de alavancamento atual da Sonae Indústria.

(***) Nº de Colaboradores excluindo as operações da Sonae Arauco (3,269 FTE's no final de 2016, 3.264 FTE's no final de 2017 e 3.242 FTE's no final de 2018, incluindo 100% da Sonae Arauco).

 

(****) Considerando um ajustamento de 27,6 milhões de euros à divida liquida da Sonae Arauco em 2018, que corresponde a 32,6 milhões de euros de compensações de seguros (relacionado com os danos dos incêndios em Portugal) por receber no final de 2018 e entretanto recebidas em 2019, líquido de uma estimativa de 5 milhões de euros para valores ainda pendentes de pagamento pela Sonae Arauco no final de 2018.

 

(*****) Para efeitos de comparabilidade, os valores dos indicadores financeiros (incluindo o 1T19), excluem a aplicação, a partir de 1 de janeiro 2019, da IFRS 16.

A IFRS 16 implica que os contratos de locação, (exceto locações de curto prazo e baixo valor), anteriormente classificados como locações operacionais deem lugar ao registo de um ativo na Demonstração Consolidada de Posição Financeira, com o correspondente passivo igual ao valor presente de pagamentos futuros dessas locações (em passivos financeiros). Esta nova norma afeta também a Demonstração de Resultados, com rendas ou encargos com locações a serem substituídos pelo reconhecimento de custos com depreciações e juros.


    Kit Investidor